Seja bem vindo à nossa loja virtual

 (41) 3020-3333

Qual a diferença entre o MDP e o MDF?

Definição:

MDF – É uma sigla em inglês que significa "Medium Density Fiberboard" que, traduzindo para o português, quer dizer "chapa de fibra de madeira de média densidade". São utilizadas FIBRAS DA MADEIRA em sua fabricação.

MDP – é também uma sigla em inglês que significa “Medium Density Particleboard”, traduzindo “Painel de Partículas de Média Densidade”. São utilizadas PARTICULAS DA MADEIRA em sua fabricação. É uma NOVA GERAÇÃO de Painéis de média densidade, a evolução da cor e do padrão madeirado. Feitos com 100% de madeira de eucalipto atestadas pelo Selo Verde - FSC, os painéis MDP (painéis de partículas de média densidade) são produzidos com o mais avançado sistema contínuo de fabricação.  As linhas são ideais para uso na fabricação de móveis residenciais, para escritórios, hotéis e instalações comerciais. O MDP é resultado do uso intensivo de tecnologia de prensas contínuas, de modernos classificadores de partículas e complexos softwares de controle de processo, associado à utilização de resinas de última geração e madeira de florestas plantadas.
Por isso, o MDP pertence a uma nova geração de Painéis de Partículas de média Densidade com características superiores e totalmente distintas dos painéis de madeira aglomerada de antigamente.

A Diferença entre o MDP e o MDF

A principal diferença entre o MDP e o MDF é que no painel de MDP são utilizadas partículas de madeira em camadas, ficando as mais finas na superfície e as mais grossas no miolo.
No MDF, por sua vez, aglutinam-se fibras de madeira. Porém, ambos são classificados como Painéis de Madeira de Média Densidade.

 

 

       Alguns dados importantes:

  • Ambos são ecologicamente corretos, utilizados das mesmas espécies de madeira, totalmente originárias de florestas plantadas.
  • Os dois são vulneráveis a ambientes úmidos, sendo que o MDP leva vantagem por ser mais denso. O MDP possui uma densidade superior a 900 kg/m³, contra 730 kg/m³ do MDF.
  • O MDP é o mais utilizado no mundo no ramo moveleiro, ver quadro abaixo:

 

 

   USO DO MDP

   USO DO MDF

     ITÁLIA

           76,57 %

          23,43 %

     FRANÇA

           82,60 %

          17,40 %

     BRASIL

           54,41%

          45,59 %

 

  • O MDP possui melhor fixação das ferragens específicas (parafusos, dobradiças), pois possui em seu miolo partículas mais grossas que dão mais sustentação.
  • O MDP também possui maior resistência ao empenamento, comparando-se com o MDF.

 

            Vantagens:

Comparado ao MDF, é mais leve e fácil de manusear; tem propriedades mecânicas superiores, como melhor resistência ao arrancamento, maior resistência na fixação de parafusos, principalmente porque possui partículas mais grossas em seu interior. Além de ser melhor, por exemplo, nos projetos que necessitam de estruturas de portas suspensas. Ele é mais leve e não empena ao longo do tempo como o MDF. Tem menor absorção de umidade e sua alta densidade das camadas superficiais, assegura um acabamento superior nos processos de impressão, pintura e revestimentos.

Desvantagens:

 A aparência do MDP, que lembra o antigo aglomerado – mesmo sendo infinitamente superior em qualidade e durabilidade – chega a ser uma desvantagem para quem não pesquisa. Outro ponto, assim como a própria madeira, tanto o MDF como o MDP são vulneráveis a ambientes úmidos. Em tais condições, superfície e topo devem ser recobertos ou protegidos.

Fontes de pesquisa:


Assista ao Vídeo abaixo